quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Capítulo 3

Vanessa tinha medo de computadores, era honesta, recusava-se a cobrar além do que calculava ser o correto, decorava igrejas. Como podia esperar que ela concordasse em trazer à tona o velho escândalo?
Vanessa Hudgens era a peça mais importante em seu esquema para denunciar os roubos praticados por Greg Hudgens. Mas, agora que a conhecia como poderia envolvê-la em algo tão sórdido?
A justiça precisava ser feita a qualquer preço, decidiu.
— Desculpe a interrupção — ouviu-a dizer e só então deu-se conta de que estavam outra vez sozinhos. — Disse que tinha uma proposta para mim?
Ele não soube o que dizer. Precisava refletir algum tempo. Consultou seu relógio de pulso.
— Tenho de ir. Estou atrasado para uma reunião.
— Voltará aqui?
As palavras o fizeram parar à porta. Era impossível ignorar o apelo contido naquela voz. Mas precisava resistir à tentação. Sua consciência estava acusando-o. Não podia usar uma jovem tão pura e inocente em uma trama de vingança.
— Eu voltarei.
Sem querer, Zachary olhou para o gnomo antes de se afastar. Sabia que era apenas sua imaginação, mas a figura pareceu sorrir para ele.
A empresa de Greg Hudgens, a Knight Star Systems, ocupava uma área de cinquenta metros quadrados. O estacionamento ficava do lado oeste da propriedade, a expedição ao sul e os escritórios ao norte. A Knight Star Systems era especializada na criação de sistemas de segurança para automóveis, residências, prédios comerciais, hotéis, aeroportos e ginásios de esportes. Era também responsável pela fabricação e instalação desses sistemas.
Zachary estacionou em um local onde poderia observar a saída dos funcionários. Faltavam poucos minutos. Greg seguia uma rotina inalterável. Trabalhava nos escritórios da corporação da qual a família Hudgens era dona às segundas-feiras. O restante da semana, ele ficava naquele prédio, e era sempre o último a sair. Fechava a fábrica três vezes por ano, durante uma semana, para férias coletivas.
Os negócios sempre haviam progredido. Até recentemente. Em breve, a luta para competir com o mercado resultaria no colapso de toda a operação.
Ninguém poderia imaginar que Zachary Efron era o responsável pela coreografia da decadência. Seus movimentos foram lentos e pacientes. No início, provocara apenas pequenas preocupações em Greg, mas em breve ele entraria em pânico.
Zachary endireitou-se no banco ao ver Greg deixar o prédio, com sua imponência e autoconfiança. Suas têmporas começavam a embranquecer e algumas linhas marcavam seus olhos. Mesmo assim, ele não aparentava cinquenta e cinco anos, quanto mais os sessenta e dois, que era sua idade de fato.
Não era justo que estivesse tão bem, tão saudável, tão feliz. Ele devia ter a aparência de quem carregava o peso da culpa. Aquele homem havia manchado as mãos com o sangue de seu pai.
Zachary cerrou as mandíbulas ao ver Greg abrir a porta de seu carro de luxo, atirar a pasta e o paletó no banco de passageiro e se colocar atrás do volante para ir para casa.
Greg morava em uma mansão de pedra de dois andares, de frente para um lago, com garagem para seis carros.
Sinais do sucesso, Zachary pensou. Riqueza.
Riqueza não significava nada para Zachary. O que ele queria era justiça. E a Knight Star Systems e Vanessa Hudgens, a outra vítima daquele infame, faziam parte do acerto de contas.
Os filhos de Greg haviam crescido no luxo, enquanto sua filha vinha estudando uma forma havia tempos de gastar dois mil dólares na expansão de sua floricultura.
Era demais! Geg tinha de pagar. Seu reinado precisava acabar. Zachary não teria paz enquanto não vingasse seu pai. E Vanessa.
Ela merecia saber a verdade, especialmente agora que estava sozinha no mundo. Ele obrigaria Greg a lhe dar o apoio financeiro de que precisava para ter alguma tranquilidade na vida.
O resultado seria positivo. Vanessa ficaria livre de problemas quanto a dinheiro. Zachary vingaria seu pai. E Greg pagaria por seus erros. Algumas pessoas sairiam feridas. Assim como ele, no passado. Mas ele conseguira se recuperar e sobreviver. Os outros também conseguiriam.
Vanessa abriu a pasta onde guardava as faturas. Na contra capa estava fixada com fita adesiva uma foto de Zachary de smoking. Ela apoiou os cotovelos sobre a escrivaninha e ficou admirando-o.
Zachary era lindo. Sua postura era perfeita. Seus cabelos pa­reciam ter sido feitos para serem acariciados. Ou seria o queixo firme e másculo que a atraía tanto?
Talvez o que mais a atraísse fosse à displicência com que ele olhava para a mulher a seu lado, que o segurava pelo braço com se fosse sua dona. Seu nome era Lily Collins, uma mulher com quem Vanessa Hudgens nada tinha em comum.
Fechou a pasta, guardou-a no arquivo e trancou-o. Em seguida apagou as luzes e subiu a escada que conduzia a seu apartamento.
Vivia ali desde pequena com a mãe, Gina, que também fora sua melhor e única amiga. Talvez devesse ter ampliado suas amizades ao longo dos anos. Assim, não estaria se sentindo tão só.
Desde a morte de sua mãe, apenas o casamento de Demi com Alexander Tisdale dera-lhe alguma alegria. Além da distração do trabalho e do pequeno lucro decorrente, tivera a oportunidade de conhecer a ilustre família.
Agora surgia algo ainda mais interessante. Uma proposta comercial por parte de Zachary Efron. Uma proposta muito estranha.
Talvez devesse ligar para Demi. Talvez Alexander soubesse o que Zachary pretendia. Talvez o próprio Alexander houvesse recomendado sua loja a Zachary. Lógico! Só poderia ser isso. Alexander ou algum membro da família Tisdale a recomendara.
Abriu a geladeira e não sentiu apetite por nada. A tarde estava chegando ao fim. Apanhou alguns dólares e tornou a descer a escada. Aproveitaria para fazer uma caminhada antes do pôr-do-sol.
Comprou um sorvete de pêssego e seguiu em direção ao parque onde sua mãe a levava para brincar quando criança. Sentou-se em um banco e entregou-se às lembranças.
Fora naquele parque que descobrira sobre os mais íntimos segredos de sua mãe. Ela nunca lhe contara sobre os maus tratos a que fora submetida pelo marido antes de ter sua filha.
Sua fonte de desabafo era um diário que Vanessa encontrara logo após sua morte. Levou-o para ler no parque, sem esperar que contivesse segredos relacionados ao drama que fora sua vida.
Vanessa terminou de tomar o sorvete e se levantou. Tinha certeza de que sua mãe a apoiaria se soubesse que havia se interessado por um homem pela primeira vez em sua vida.
No dia seguinte, colocaria seu vestido favorito, o lilás.
Afinal, ele disse que lhe faria uma proposta. Comercial apenas. Não seria o tipo de proposta que ela gostaria de receber, mas estava disposta a tudo, ou a quase tudo, para continuar a ver Zachary Efron!

Boa noite meninas 😀
Desculpem a demora por liberar outro capítulo... Nesses dois últimos dias tive que me mudar de quarto e foi aquela bagunça... Agora que terminei toda a mudança deverá ser mais sossegado postar um pouco mais de frequencia...
Ah ja tenho novidades... Ja terminei de adaptar toda essa fic e estou pensando em já pesquisar outra e ja começar a ir adaptando ela... O que acham!?
Bom espero que gostem da notícia e do capítulo...
Beijooos 😘

4 comentários:

  1. Tu é muito foda amor, no melhor sentido da palavra, é claro
    Já quero maratona e já quero a próxima fic também hahaha
    E a Nessa, tão pura e ingênua ela
    Espero que Zac saiba cuidar do coração dela...
    Posta mais
    Xoxo

    ResponderExcluir
  2. Ótima FanFic...eu já adorei mesmo sendo o terceiro capítulo...você escreve muito bem...eu queria escrever bem como você, esse é o meu sonho, enfim continue assim quem sabe você não vira uma escritora famosa? Só um palpite...amei espero que você siga postando...essa FanFic é minha última esperança acho de ficar mais perto deles...perto vamos dizer, com eles guardados no meu coração
    Xoxo

    ResponderExcluir
  3. Ótima FanFic...eu já adorei mesmo sendo o terceiro capítulo...você escreve muito bem...eu queria escrever bem como você, esse é o meu sonho, enfim continue assim quem sabe você não vira uma escritora famosa? Só um palpite...amei espero que você siga postando...essa FanFic é minha última esperança acho de ficar mais perto deles...perto vamos dizer, com eles guardados no meu coração
    Xoxo

    ResponderExcluir
  4. Essa fic tá ótima,tadinha de Vanessa que raiva de Greg e que Amor pelo Zac ,mesmo ele querendo usar ela ,ele tá sendo legal com ela ,espero que continue assim
    Posta logo bjs bjs

    ResponderExcluir