quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Capítulo 11

Vanessa estava nervosa. Era a primeira vez que vivia uma aventura. E tudo estava acontecendo em um só dia! Como se não bastasse a experiência de viajar de avião, seria apresentada aos pais de Zachary.
Estavam entrando pelos portões de ferro e seguindo um longo caminho ladeado de flores e arbustos.
— Não tenha medo.
Ela sorriu às palavras de incentivo, embora não soubesse exatamente o que Zachary esperava que fizesse.
— Apenas seja você mesma — ele murmurou.
— Confesso que gosto de conhecer pessoas. Não sou tímida. Mas não sei o que esperar desse encontro. Não sei como me comportar. Se estivesse me dirigindo a uma reunião de negócios, teria uma lista de assuntos. Mas como sua namorada, sinto-me como uma trapezista trabalhando sem uma rede de proteção.
— Minha mãe falará sobre o tempo e sobre seu jardim. Talvez sobre suas obras assistenciais também. Não lhe fará perguntas de ordem pessoal para não ter de ouvir nada que possa ser desagradável. Ela ficará chocada quando souber que mora em Minneapolis, mas você não perceberá nada por sua expressão que é sempre inalterável.
— O prospecto parece animador — Vanessa caçoou. Engoliu em seco ao avistar a casa. Ou melhor, a mansão. Era antiga, colossal. E muito bonita. — E quanto a seu pai?
— Aposto que não lhe fará pergunta alguma. Estará preocupado demais em me levar para o escritório para me colocar a par do que aconteceu nas empresas durante minha ausência. Ele é o presidente da Efron Enterprises da qual é fundador desde antes de se casar com minha mãe.
— Mas é você quem a dirige agora.
— Colaboro com ele — disse Zachary.
Pararam diante da porta da frente. De perto, a mansão parecia ainda maior.
— A bagagem será levada para nossos quartos — Zachary avisou-a enquanto subiam os degraus. Um homem abriu a porta.
— Bom dia, Sr. Efron. Seja bem-vindo.
— Bom dia, Alfred. Esta é a Srta. Hudgens.
Alfred? Vanessa achou graça. Parecia uma cena de filme antigo.
— Como vai, senhorita?
— Olá. — Vanessa estendeu a mão. O homem hesitou antes de apertá-la ligeiramente.
— Seus pais se encontram na sala de café, senhor.
— Obrigado.
Enquanto percorriam as salas e corredores em direção aos fundos da casa, Vanessa censurou-se por ter cometido seu primeiro erro. O de apertar a mão do mordomo. A reação dele não poderia ter sido mais elucidativa.
Um homem se levantou de uma poltrona forrada em chintz amarelo quando eles entraram.
Era alto, elegante, com cabelos ondulados e olhos azuis. A mulher, sentada a seu lado, olhava para Vanessa com interesse.
— Bom dia — Zachary cumprimentou-os. — Esta é Vanessa Anne Hudgens. Vanessa, estes são David e Starla Efron.
Vanessa apertou-lhes as mãos e aguardou um sinal de Zachary. Ele a convidou para que se sentasse. Ela o fez, surpresa que Zachary não tivesse abraçado os pais. O comportamento de todos não poderia ter sido mais frio.
— Sua sala é linda, Sra. Efron.
— Obrigada, Srta. Hudgens.
— Por favor, chame-me apenas de Vanessa.
A mãe de Zachary assentiu com a cabeça.
— Fizeram uma boa viagem?
— Oh, sim. Foi excelente. Eu nunca havia andado de avião. Não me afastei da janela nem sequer por um instante. É tudo tão pequeno do alto! Fiquei muito impressionada quando o avião se preparou para aterrissar. Pude ver os quintais das casas. Quantas piscinas! Todos têm piscinas por aqui?
Vanessa percebeu que havia falado demais quando sentiu um desconforto no ar.
— A maioria. Onde você mora?
— Em Minneapolis.
Zachary acertara. Não percebeu nenhuma mudança na expressão de Starla Efron.
— Vanessa é dona de uma floricultura. Foi ela quem fez o arranjo que lhe enviei.
— É mesmo? Gostei muito. Se quiser, eu lhe mostrarei meu jardim mais tarde.
— Eu adoraria. Obrigada.
— Talvez queira descansar um pouco da viagem. David e eu estamos de saída. Nunca faltamos ao culto aos domingos. Você irá conosco, querido?
— Temos outros planos, mãe.
Zachary se levantou, e Vanessa imitou-o. A conversa durara menos do que esperara. Não falaram nem sequer sobre o tempo, que estava glorioso. Quente e ensolarado.
— Estaremos com vocês para o almoço — disse Zachary.
— E depois, precisamos conversar — avisou David Efron.
— Claro que sim.
Vanessa seguiu Zachary por corredores e salas repletos de objetos de arte. Tudo brilhava naquela casa, desde o chão até os lustres de cristal. Por fim, subiram uma escada.
— Eles a colocaram no quarto ao lado do meu — Zachary informou-a.
— Por quê?
— Porque eu pedi.
Vanessa examinou a cama de dossel, o imenso armário, a colcha e as cortinas de damasco e o vaso de cristal com rosas colocado sobre uma mesa de canto.
Zachary abriu uma porta.
— Eu ficarei no quarto conjugado.
Era similar ao dela. Apenas a colcha e as cortinas apresentavam um motivo mais masculino.
— Você dormia aí quando era menino?
— Não. Esse é um quarto de hóspedes. Há mais de dez anos que não moro aqui — Zachary respondeu.
Zachary percebeu que Vanessa estava desapontada. Ele a prevenira do que encontraria, mas ela não deveria ter acreditado que suas vidas tivessem sido tão diferentes.
— Trouxe um shorts? — Ele se apressou a mudar de assunto.
— Sim. Por quê?
— Porque precisará de um para o lugar onde quero levá-la. A menos que prefira ficar aqui e descansar da viagem.
Vanessa olhou ao redor.
— Não estou vendo minha mala em parte alguma.
— Ela está sendo desfeita.
— Como? Estão mexendo em minhas coisas? — Vanessa perguntou, atônita.
Zachary se desculpou.
— Estou tão acostumado a ter empregados que cuidam disso para mim, que não pensei em avisá-la. Bem, quando estiver pronta, é só bater em minha porta.
— Pensa que é mais rápido do que eu para trocar de roupa?
— Estou detectando um desafio em suas palavras, Vanessa? Vanessa tirou a blusa para fora da saia e começou a desabotoá-la pela parte de baixo.
— Quem ganhar, paga um sundae com cobertura de chocolate.
Zachary distraiu-se por um momento ao ver a pele alva que estava sendo exposta.
— Não é sempre o perdedor quem paga? — Zachary perguntou.
— Pense a respeito — ela aconselhou e empurrou-o para o outro quarto.
Zachary pensou no sutiã que vira dependurado na gaveta. Branco. Simples. Muito sexy. Vanessa o estaria usando?
Ela tirou os sapatos em seguida e a meia-calça. Zachary não havia se movido do lugar. Parecia um adolescente que nunca vira uma garota despir-se a sua frente.
O que Vanessa estaria pensando? Que era assexuado? Que não tinha sangue nas veias?
Encostou-se ao batente da porta e cruzou os braços.
— Quero ver até onde é capaz de chegar.
Isso a deteve.
— Até onde quer que eu vá?
Zachary deveria ter imaginado que Vanessa aceitaria o desafio. Virou-se, passou para seu quarto e fechou a porta.
Ele ouviu-a rir do outro lado. Sorriu. Afinal ela não podia vê-lo!
— Ganhei! — ela exclamou meio minuto depois. — Os sundaes serão por minha conta.
— Isso não faz sentido. Quem paga é o perdedor.
— Eu sei. Mas não consegui pensar em outro modo de lhe pagar algo nesta viagem.
— Eu a convidei, Vanessa. Nada mais justo que eu pague as contas.
— Posso entrar? Está vestido?
— Entre.
Ela se precipitou para o quarto como um raio de sol. Atirou-se sobre a cama de Zachary e ficou de bruços, olhando para ele, enquanto tentava resolver se calçava tênis ou mocassins.
— Ganho bem, sabia? — ela perguntou.
Céus! Os lucros mal davam para ela comprar um vestido novo por mês!
— Acho que sua mãe não gostou de mim — Vanessa murmurou de repente.
Uma batida à porta salvou-o. Vanessa correu para seu quarto como um corisco.
— Mãe. Pensei que já tivesse saído.
Ela entrou no quarto.


Boooom dia amores....
Desculpem nao ter postado ontem...
Mas aqui estou com mais um capítulo 
Que entro foi esse hein!?
E agora pq a Vanessa saiu correndo do quarto do Zac e pq a mae dele foi atras dele?
Comemtem ai....
Tentarei postar outro capítulo ainda hj
por volta das 18h no máximo as 19h
Tentarei deixar programado pq hj terei
medico e nao sei que horas retorno pra casa... 
Maaaaaaas enquanto isso nao deixem de ler mais um capítulo de Orgulho e Lealdade pq hj tb posto mais um capítulo la...
Beijoooos 😘😘
E até mais tarde! 😉

2 comentários:

  1. Essa história é ótima!
    Amei, posta mais :)

    ResponderExcluir
  2. Eita que eu tô mega ansiosa
    Quero beijo de Zanessa logo
    Posta mais, xoxo

    ResponderExcluir